BUSCA + enter






A Guerra do Vietnã 25 anos depois | Vietnã, um país massacrado | Os Estados Unidos, um país dividido | Os personagens | Linha do tempo e imagens da guerra | Mapa do Vietnã


Em maio de 1997, o presidente americano Bill Clinton envia o primeiro embaixador ao Vietnã em mais de 20 anos - (foto:Reuters)

Vietnã, um país massacrado


Durante os primeiros 6 anos da 2ª Guerra da Indochina, o povo vietnamita foi submetido a um dos mais cruéis e impiedosos bombardeiros aéreos da história do século XX. Como os estrategistas do Pentágono haviam determinado, o Vietnã deveria recuar para a era neolítica. Foram lançadas bombas de alta capacitação destrutiva nas cidades do Vietnã do Norte, especialmente sobre Hanói, pulverizando suas poucas industrias, conjugados à derrama de agentes químicos sobre as florestas do Vietnã do Sul, a fim de desfolhá-las, retirando o abrigo natural dos guerrilheiros vietcongs. Disso resultou deixar o Vietnã de hoje com boa parte dos seus rios contaminados pelo agente laranja e suas terras de arroz envenenadas pela guerra química (efeito que alguns técnicos prevêem durar por mais 50 anos).

Estagnação econômica


A econômia vietnamita começa a dar os primeiros sinais de recuperação depois de uam estagnação de 20 anos - Foto: Reuters
O total de vítimas da Guerra do Vietnã é impreciso, oscilando entre 1 milhão e meio a dois milhões de vietnamitas mortos (900 mil soldados e 1 milhão de civis). Os mutilados graves chegaram a mais de 500 mil, fazendo com a nação perdesse parte considerável da sua juventude. Essa situação fez com que o Vietnã estagnasse economicamente após o término do longo conflito. Além disso, outros fatores prejudicaram a sua recuperação material: 1) os EUA, que haviam se comprometido pelos Tratados de Paris, em fornecer recursos financeiros para auxiliar a reconstrução do Vietnã, suspenderam a ajuda na época do Governo de Ronald Reagan (1980-88); 2) A mudança da orientação na política econômica do PC chinês na época de Deng Tsiao Ping, abrindo-se para os investimentos capitalistas externos, e a adoção da glasnost que pôs fim à existência da URSS, fez com que o apoio externo do bloco comunista diminuísse ou desaparecesse. Desamparado de ambos os lados, o Vietnã, que ainda foi atacado pela China comunista numa curta guerra de fronteira em 1979 (devido ao envolvimento do Governo de Hanói na deposição do governo homicida de Pol Pot, o líder do Khmer Vermelho do Camboja, protegido dos chineses). Só mais recentemente, graças a aproximação comercial e econômica cada vez mais intensa dos EUA com a China comunista, o Vietnã passou a receber alguns investimentos significativos, sem bem que ainda bem longe das suas precisões.

A desgraça social

Além de haver uma massa considerável de desqualificados sociais (prostitutas, marginais, ex-traficantes. etc.), subproduto das tropas de ocupação, vivendo nos grandes centros urbanos, o Vietnã ainda conheceu o drama do boat people, quando milhares de refugiados, provavelmente temerosos das represálias do governo comunista (que alias, ao contrário dos comunistas cambojanos, foi benigno no trato com os colaboracionistas e opositores) arriscaram-se em todos os tipos de barcos, navegando ao deus-dará pelo Mar da China, numa desesperada busca de abrigo, sendo desprezados ou repelidos quando tentavam desembarcar nos países vizinhos.

Compensações vietnamitas

Por outro lado, as terríveis chagas materiais e sociais deixadas pelas Guerras da Indochina, não impediram o afloramento do orgulho nacional vietnamita em ter enfrentado e sobrevivido a três poderosas potências militares (a França entre 1945-54, os EUA entre 1964-75 e a China comunista em 1979), as maiores do mundo. O país finalmente voltou a reunificar-se sob um regime só, atingindo o objetivo do líder Ho Chi Minh e daqueles que se envolveram nas lutas pela libertação nacional daquela época. Os vietnamitas têm plena consciência dos seus méritos, e do que representaram para os povos do Terceiro Mundo que empenhavam-se em favor da sua autonomia política. Além disso, o Vietnã hoje exerce uma liderança natural sobre seus vinhos da antiga Indochina, não sendo difícil estimar para o futuro, superadas as amarguras materiais do presente, a formação de uma Confederação Indochinesa liderada por eles.

|



 ÍNDICE DE MUNDO





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade