BUSCA + enter






A Múmia de Lenin

reprodução
Vladmir Ilitch Uliánov, mundialmente conhecido como Lenin, transcorridos quase oitenta anos da sua morte, ainda não teve o seu corpo devidamente sepultado. Contra sua própria vontade, ele que sempre combateu a idolatria, qualquer que ela fosse, acabou mumificado e transformado num ícone do regime soviético. Hoje, depois do término do regime comunista em 1991, discute-se na Rússia que fim dar aos seus restos.

"Agora vai iniciar-se outra guerra, não sangrenta, uma guerra contra a fome, contra o frio, a enfermidade, a miséria, a desorganização, o obscurantismo..."

V.I.Lenin - Jornal Pravda, 8.2.1920

Um Trenó na Neve

reprodução

   Lenin discursando para os    soldados
A pequena Claudia teve suas botas arrancadas das mãos pelo seu irmão mais velho, um fedelho de sete ou oito anos. Antes que ela pudesse chorar ou esbravejar viu-o calçá-las e jogar-se porta a fora. Em frente ao casebre, num frio medonho, passava uma troica puxada por cavalos com neve pelas canelas carregando o corpo de Vladmir Lenin. Levavam-no do seu retiro em Nizhniy-Novgorod para Moscou. À menina só restou ver um vulto escuro de uma janela embaçada.

reprodução

   Stalin não saiu do lado de    Lenin morto
A notícia da morte dele logo se espalhara pelas aldeias vizinhas de Nizhniy (depois Gorki), onde ele, vítima de um derrame, passara entrevado seus últimos meses de vida. Apesar do clima polar, era o 22 de janeiro de 1924, milhares de camponeses e aldeãos postaram-se no caminho para render-lhe as homenagens, perfilando-se e tirando seus gorros em sinal de reverência. No trajeto de 400 quilômetros percorrido pelo trem até a capital não foi diferente. Em Moscou, a notícia do padecimento de Lenin provocou uma comoção, paralizando imediatamente as fábricas e as repartições, enquanto que as lojas cerraram suas portas.

Stalin comanda tudo

Coube a Stalin, o secretário-geral do Partido Comunista russo, comandar as exéquias. Apesar das relações entre ele e Lenin terem estremecidos devido a uma grosseira que Stalin cometera contra Krupskaia (a esposa de Lenin), uns tempos antes, o novo todo-poderoso do regime não se fez de rogado em aparecer publicamente como se fora o herdeiro do líder de 1917. Aliás, foi sugestão do próprio Stalin que lhe embalsamassem o corpo. A decisão fora tomada uns quatro meses antes da morte de Lenin, numa reunião do Politburo, na qual contou com o apoio de seis dos seus 11 integrantes. Outros camaradas, como Kamenev, Bukarin e Trotski, manifestaram estranheza e aberto repúdio à intenção de mumificar o chefe máximo da revolução, pois fora Lenin quem mais detestava e mais combatera os resquícios de medievalismo da Rússia bizantina, que teimavam em perdurar mesmo depois da ascensão dos bolcheviques ao poder.

|



 ÍNDICE DE MUNDO





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade