BUSCA + enter






Nesta etapa da história da China moderna, os maoístas, depois de travarem um guerra civil que se estendeu por mais de vinte anos, chegaram finalmente ao poder em Pequim proclamando a República Popular da China em outubro de 1949. Desencadeia-se então um duplo processo de revolução e de descolonização, caminho que vai conduzir a China Popular a dois graves enfrentamentos, um contra os Estados Unidos em torno da Coréia (1950-53) e o outro em confronto ideológico com a URSS pós-stalinista (a partir de 1956).


reprodução

A fundação da República Popular

Os Passos da Reconstrução Nacional

"Toda a China ferve de entusiasmo."
"Desprezar as ilusões, preparar-se para a luta." - 14 de agosto de 1949.

Mao Tse-tung : Obras Escogidas. V, IV, p.447


reprodução

O exercito revolucionário (cartaz)

Numa entrevista com o Marechal Montgomery alguns anos após tomado o poder, Mao Tse-tung lamentava o enorme desconhecimento dele e de seus seguidores mais chegados sobre as dificuldades do seu país. De fato é fácil imaginar os obstáculos que os novos dirigentes se depararam ao tentar estabilizar uma nação que desde as Guerras do Ópio (1839-42) vivia num caos permanente. A China encontrava-se politicamente esfacelada pelos infindáveis conflitos intestinos provocados pela longa decadência do império, seguida na república pelos tumultos provocados pelos senhores da guerra e pela torturante presença da opressão colonialista. Agora, com a fundação da China Popular, os líderes lançavam-se num trabalho exaustivo. Não bastava apenas reconstruir uma sociedade dilacerada pela guerra civil, pela presença estrangeira e pela invasão japonesa, era necessário revolucioná-la.

A Caça aos Inimigos do Povo


reprodução

Mao Tse-tung, líder da revolução

A China inteira entrava em ebulição revolucionária. Num primeiro momento as forças maoístas realizaram uma campanha de liquidação contra os elementos que haviam sustentado Chiang Kai-shek: funcionários corruptos, administradores provinciais, etc., além de atingir com todo rigor o rebotalho social, herança da velha sociedade chinesa: membros das sociedades secretas, bandidos, traficantes, rufiões... "inimigos do povo" de uma forma geral. O peculiar neste gigantesco processo de depuração social é de que ele contou com uma ativa presença popular convocada a engajar-se na denúncia, juízo e na condenação dos acusados. A época da sua maior intensidade deu-se na primavera de 1951 quando se calcula que em Pequim aproximadamente trinta mil reuniões foram realizadas para tal fim, com a participação de mais de três milhões de pessoas. Tudo parecia como se um povo inteiro, em enormes cerimônias tribais, não apenas localizasse suas chagas como também as exorcizassem.

| |

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12



 ÍNDICE DE MUNDO





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade