Educação História por Voltaire Schilling Mundo
Boletim
Receba as novidades no seu e-mail!
Fale conosco
. Envie releases
. Mande críticas, dúvidas e sugestões
EducaRede
Entre no portal da escola pública
História - Mundo
MUNDO

Quadro geral

Leia mais
» A Rússia e o Cáucaso
» A Imagem dos chechenos
» Alemães no Cáucaso
» A Segunda guerra na Chechênia
» Quadro geral e bibliografia
 
  • 1556 - Ivan, o Terrível, czar da Rússia, conquista o porto de Astracã, no Mar Cáspio.

  • 1711 - Início da Grande Guerra do Cáucaso. O governador russo do Astracã, ataca aldeias tártaras da vizinhança.

  • 1722 - Expedição do Czar Pedro I, o Grande, reivindicando o controle das margens ocidentais do Mar Cáspio. Disputa com o Xarado Persa pelo controle do Cáucaso Oriental.

  • 1813 - O Xarado Persa, por fim, concorda em ceder ao Império Czarista o controle do Azerbaijão de Baku, principal porto do Mar Cáspio.

  • 1817-1826 - O General Ermolov, vice-rei do Cáucaso, dá começo à campanha de extermínio dos chechenos.

  • 1830 - O Imam Shamil líder muçulmano da resistência do Cáucaso, proclamando a Jihad, a Guerra Santa, dá início a uma longa luta de guerrilhas contra os russos.

  • 1864 - Assinado em 21 de maio, o Tratado de Gubaadva entre o Império Russo (czar Alexandre II) e o líder da resistência Imam Shamil. Cessa a luta depois de 153 anos. Com o fim da Grande Guerra do Cáucaso, a Rússia se afirma como hegemônica naquela região.

  • 1876 - Começo da exploração do petróleo na bacia do Mar Cáspio pelos irmãos Nobel. O porto de Baku torna-se o mais importante da região.

  • 1917-1920 - Aproveitando-se do caos provocado pela Revolução Russa de 1917, os líderes locais proclamam a República Autônoma da Chechênia, logo cancelada pelos bolcheviques.

  • 1942 - Aproveitando-se da invasão nazista da URSS, os chechenos se rebelam contra o regime soviético. Com a derrota alemã em 1943, eles cancelam a luta.

  • 1944 - Em fevereiro, Stalin determina a deportação de todos os chechenos para os desertos da Ásia Central. De meio milhão deles, 200 mil morrem.

  • 1957 - Decreto de Perdão de Nikita Kruschev. Os chechenos são autorizados a retornar ao Cáucaso.

  • 1991 - Com o fim da URSS ocorre a Proclamação da República Independente da Chechênia ( presidente D.Dudaiev)

  • 1992 - Confederação dos Povos da Montanha do Norte do Cáucaso, com o objetivo de formar uma cadeira de estados islâmicos independentes para afastar a Rússia da região. Opõem-se igualmente à república da Geórgia e à república da Armênia (que são cristãs).

  • 1994 - Primeira Guerra da Chechênia. O presidente Bóris Ielsin suprime a autonomia da Chechênia. Milhares de mortos e refugiados. Atentados terroristas sacodem a Rússia. Encerrada pelo Acordo de Khasavyurt (fevereiro de 1996).

  • 1995 - Consórcio Internacional formado pelo Turcomenistão, Azerbaijão, Geórgia, Turquia e Estados Unidos, acerta construir um oleoduto para ligar Baku, no Mar Cáspio, à margem turca do Mediterrâneo, passando longe das terras russas.

  • 1999-2004 - Segunda Guerra da Chechênia. Em resposta aos violentos atentados terroristas em Moscou, o presidente Putin ordena o bombardeamento e destruição de Grozny. Represálias dos chechenos: ataques a hospital, teatro em Moscou, a derrubada de aviões por bombas de retardo, e o assalto à escola de Beslam.

    Bibliografia

    Freeze, Gregory L. – Russia a History, Oxford, Oxford University Press, 1997.

    Kochan, Lionel – A Formação da Rússia Moderna, Lisboa, Editora Ulisséia, 1962.

    Layton, Susan – Russian Literature and Empire Conquest of the Caucasus: from Pushkin to Tolstoi, Cambridge University Press, 1994.

    Summer, B.H. – Una retrohistoria de Rusia, México, Fundo de Cultura Económica, 1985, 2ª ed.

    Tutuncu, Mehmet – Caucasus: war ande peace, Haarlem, 1998.

    página anterior     
  • Veja todos os artigos | Voltar