BUSCA + enter






Saramago e o Socialismo Feudal

reprodução

   Saramago,    prêmio Nobel em    1998
José Saramago no seu último romance intitulado A Caverna inspirou-se no mito platônico para criticar o desaparecimento do ofício de oleiro, uma arte cujas origens se perdem nos tempos, apontado o moderno processo industrial, tecnológico e comercial como nocivo às antigas profissões e viveres.

  Uma Estranha Crítica

"Deste modo surgiu o socialismo feudalístico, metade canto lamentoso e metade pasquim, metade eco do passado e metade ameaça do futuro... sempre ridículo nos seus efeitos pela completa incapacidade de compreender o curso da história moderna."

Karl Marx - O Manifesto Comunista (III, 1, a.), 1848

reprodução

   K. Marx
Em suas andanças de exilado, desde que em dezembro de 1845 deixara a redação da Gazeta Renana, perseguido insistentemente pela polícia prussiana, Karl Marx deparou-se em Paris, em Bruxelas, e depois em Londres, com uma literatura extremamente crítica aos tempos modernos e à expansão da urbanização em geral. Em comum, fossem os autores ingleses, franceses ou escoceses, havia a denúncia da desumanidade causada pelo surgimento da maldita fábrica e um lamento choroso deles sobre o declínio de amistosas relações sociais e de estimadas profissões, submergidas na voragem do maquinismo.

|



 ÍNDICE DE CULTURA E PENSAMENTO





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade