BUSCA + enter






Introdução | Ocupação da Irlanda | Reforma | Plantações e Terror Protestante | Leis Penais e Ascendência Protestante | Revolta de 1798 | Grande Fome | Luta pelo Home Rule | Sinn Féin e IRA | Estado Livre e partilha | Secessão | Rivalidades na Irlanda do Norte | Irlanda do Norte: a retomada do conflito | Do Movimento pelos Direitos Civis à ação armada | Conclusões | Bibliografia

Irlanda
Católicos e Protestantes

Conclusões

O que hoje ocorre na Irlanda do Norte pode ser considerado como a última batalha do antigo Império Britânico. Trata-se para alguns da última dor do “dente podre” do velho Leão Imperial Inglês.

Ressalte-se que o povo irlandês, nos 800 anos de desarcertos com a Inglaterra dominante, resistiu a tudo. Nesses séculos todos foram as cobaias de um verdadeiro laboratório da repressão imperial. Todas as maldades e perversidades experimentaram-se neles. Atacaram suas propriedades, sua economia, sua cultura, sua tradição, suas leis milenares e sua religião. Até um genocidio sofreram. Nunca desistiram de lutar. Foram os hilotas dos ingleses.

Pagaram um preço elevadissimo por isto. Apesar das suas terras estarem entre as mais férteis da Europa, os irlandeses eram, faz pouco, considerados como uma espécie de povo do Terceiro Mundo encravado no Reino Unido.

Hoje
¾ do território da ilha retornaram ao controle dos irlandeses livres que se apressam em recuperar o tempo perdido. Muitos falam de um “Renascimento Gaélico”, com o recuperação do seu antigo patrimônio cultural devastado pela opressão e pelas perseguições. Como tantas outras minorias européias esmagadas pelas forças dos impérios, buscam restabelecer a integridade cultural do seu passado, anunciando para o século vindouro, para o século 21, uma nova primavera dos povos.


|



 ÍNDICE DE ATUALIDADE





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade