BUSCA + enter






Uma América sem os do norte


Mural de D. Rivera

Celebração do Panamericanismo

Na célebre Carta da Jamaica de 1815, Simón Bolívar foi bem claro no seu desejo de formar uma confederação hispano-americana com as regiões que anteriormente pertenciam ao Império Espanhol, baseado no fato delas terem um passado histórico em comum, as mesmas instituições, professarem idêntica religião, a católica, e terem o espanhol como a sua língua dominante. Nesta sua primeira idéia, que podemos considerar como um esboço da futura união latino-americana, ficavam de fora os Estados Unidos (por serem anglo-saxãos de fala inglesa e de fé maioritariamente protestantes, além de inclinados ao expansionismo), o Haiti e o Brasil (que na época ainda não proclamara a independência). Bolívar afirmou que a aproximação geográfica daquelas regiões também tinham o seu peso. As possibilidades de vir-se a organizar um congresso visando a integração das republicas rebeladas só se deu onze anos depois da Carta da Jamaica.

As Preliminares do Congresso de 1826


reprodução

Bolívar e seus oficiais

Nas vésperas da vitória contra os espanhóis em Ayacucho, no Peru, em 1824, Bolívar enviou emissários às principais capitais do continente conclamando-as para que enviassem representantes para um grande encontro a ser consagrado no Panamá. Bolívar imaginou, naqueles seus sonhos de grandeza, fazer do istmo o grande elo de ligação entre as Américas. Finalmente, em junho/julho de 1826, deu-se a reunião do Panamá. A presença de enviados porém foi reduzida. Uma série de fatores contribuíram para a sua limitação, desde a falta de tempo suficiente para comunicar a todos até a demora na decisão dos norte-americanos (convidados pelo vice-presidente da Colômbia, Francisco Santander) em se fazerem presentes.

Outras Divergências


Reprodução

Já então Cuba separava os americanos

Um dos pontos que separavam os hispano-americanos dos norte-americanos era a questão de Porto Rico e Cuba. Os hispanos queriam enviar uma força expedicionária conjunta (mexicano-colombiana) para libertar as duas ilhas, as únicas que ainda restavam no controle dos espanhóis. Os norte-americanos, que ambicionavam por as mãos nelas algum dia, vendo-as como uma extensão do sul escravista, eram contrários a um envolvimento numa guerra contra a Espanha. Além disso, a América do Norte divergia da do Sul num outro aspecto importante - a da questão britânica.

| |



 ÍNDICE DE ATUALIDADE





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade