BUSCA + enter






Educação em Atenas

reprodução
A sociedade ateniense forjou uma das primeiras escolas de formação do homem ocidental, modelando arquétipos ideais, tais como o herói de epopéia, o cavaleiro culto, o cidadão ativo ou o sábio introspectivo. O que exercitaram no campo da educação durante alguns séculos antes de Cristo serviu como exemplo à maioria das instituições educacionais primárias e superiores adotadas em Roma e dali espalhando-se para o restante do Ocidente.

A Logocracia, o Regime da Palavra

"Vivemos sob uma forma de governo que não se baseia nas instituições de nossos vizinhos; ao contrário, servimos de modelo a alguns ao invés de imitar os outros. Seu nome como tudo depende não de poucos mas da maioria, é democracia.(...) Somos amantes da beleza sem extravagância e amantes da filosofia sem indolência... entre nós não há vergonha na pobreza, mas a maior vergonha é não fazer o possível para evitá-la...olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas dos seus próprios interesses, mas como um inútil."

Péricles - "Discurso Fúnebre"


reprodução

Atena, deusa da sabedoria

Os testemunhos existentes sobre a educação ateniense são unânimes em afirmar que a democratização da sociedade e da vida política (iniciada com as leis de Clístenes e aprofundada com Péricles, entre 510 - 430 a.C.), se bem que alterou os métodos pedagógicos, não representou uma alteração no seu ethos, nos objetivos últimos da formação do jovem ateniense. Ela continuou orientando-se pelo modelo cavalheiresco da nobreza ática no sentido de alcançar a kalokagathia (kalokagathia), a ambição de reunir num só corpo a beleza física e moral de um indivíduo. Os plebeus que ascendiam socialmente não o questionavam. Muito ao contrário, tal como ainda hoje as classes médias inglesas imitam o comportamento dos nobres, os cidadãos atenienses desejavam aquela formação refinada para os seus filhos. O que alterou substancialmente, isto sim, foram as formas de alcançá-lo. Assim, ao longo da hegemonia democrática que dominou a Era Clássica (séculos V-IV a.C.), a educação manteve uma tensão permanente entre o ideal do gentil-homem, culto e cavalheiresco, que afinal só era atingido por poucos, pela elite, com o cotidiano igualitário, rude e singelo da grande maioria da população de homens livres. Pairando acima de tudo ficava a palavra com a nova soberana da educação ateniense.

A Importância dos Aristocratas


reprodução

O lançador de dardos

Apesar dos avanços da democracia, Atenas nunca deixou de ser dirigida e orientada por membros da nobreza. Até os mais radicais dos políticos simpáticos à causa popular, como Clístenes, Péricles e Elfiates, tinham origem aristocrática, provindo das famílias ilustres que por séculos influenciavam a vida política e cultural da pólis. Conseqüentemente eles, os aristós e os seus valores nobiliárquicos, continuaram servindo como paradigmas para as outras classes sociais. Isto refletia-se nas esculturas, de deuses, de heróis ou de atletas, que claramente espelhavam o sonho de articular harmoniosamente as linhas de um corpo perfeito com uma invejável serenidade psicológica, inatingível para a gente do povo.

|

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6




 ÍNDICE DE ARTIGOS





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade