BUSCA + enter






Diana e o Fim da Privacidade


reprodução

Diana, a caçada

O acidente que matou em Paris, no dia 21 de agosto de 1997, a princesa Diana, divorciada de Charles, o príncipe de Gales, herdeiro do trono inglês, resultou indiretamente da caçada que lhe moviam centenas de fotógrafos e jornalistas, sempre acampados ao redor de onde Sua Alteza se hospedava. Sem haver nenhum outro interesse senão o de levar ao público a última intriga, ela de certa forma foi ao mesmo tempo uma sensação das comunicações e uma mártir da vida privada, devassada pela mídia moderna.

No Castelo de Wemminck

"Não faltavam ali as invejas e pequenas calúnias sem as quais a humanidade não pode viver e milhares de indivíduos morreriam de aborrecimento, dada a pequenez das sua imaginação."

Dostoievski - O pequeno herói, 1857


reprodução

C. Dickens, retratando a vida privada

Naqueles tempos, ao redor de 1850, ainda era possível de ir-se a pé do centro de Londres até Walworth, no subúrbio. Para espanto do jovem Pip, o chalé em que morava Wemminck - o assistente do seu tutor -, reproduzia, ainda que em pequena escala, um castelo. Lá estavam, no alto, as seteiras; um pontilhão que imitava uma entrada elevadiça; as paredes povoadas de falsas janelas góticas, e até um canhão que religiosamente disparava às nove horas da noite. Ali o modesto escrivão sentia-se um lorde, perdendo inclusive aquelas feições que o deixam parecido com a escrivaninha da banca onde trabalhava. Com esse excêntrico personagem, Charles Dickens nos alertou quão entranhado estava, inclusive entre o povo simples, o cultivo da privacidade entre os anglo-saxãos. Wemminck, evidentemente, levara ao exagero e à bizarria a afirmação, tão comum entre os seus conterrâneos, que dizia "meu lar é meu castelo".

O Surgimento da Privacidade


tela N. Ivanyi

O cultivo do privado

G. M. Trevelyan, o historiador da sociedade inglesa, registrando esse novo estado de espírito, apontou para os fins do século 17 o momento em que se operou uma duradoura alteração na arquitetura interna das mansões, casarões e palácios. O crescente desejo pela privacidade e pelos momentos íntimos levou a que os quartos adquirissem maiores dimensões e confortos, e que as salas - os espaços públicos - onde outrora misturavam-se familiares, hóspedes e visitantes, se apequenassem. Alteração que pode-se imputar à importância crescente da filosofia individualista de Locke, correspondente aos primeiros passos de uma sociedade rumo ao liberalismo.

|



 ÍNDICE DE ARTIGOS





 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinante | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade